BLOG

Lucas Santtana (Foto: Loiro Cunha/Divulgação)

Atrações dos mais diversos lugares e ritmos fecham a edição de 20 anos do Rec-Beat nesta terça-feira (17). São artistas da Nigéria, Colômbia, Bahia, Rio de Janeiro e Distrito Federal celebrando a quarta noite do festival. O Rec-Beat acontece com patrocínio da Prefeitura do Recife e apoio do Governo do Estado de Pernambuco.

É também o último dia do Recbitinho – braço infantil do festival que chega neste carnaval em seu 15˚ ano. Quem se apresenta fechando a edição 2015 é a companhia ítalo-brasileira Cia Il Bianconiglio Circo Teatro. O grupo mostra seu espetáculo Alice e Il Mago, um encontro inusitado de um clown à procura de trabalho e um mágico iniciante. É proposto ao público de aceitar Alice como aprendiz do mágico e aí começa uma divertida e poética jornada entre os dois.

DJ Soma volta a assumir as pick-ups na abertura do festival, às 19h30, assim como fez no domingo. Soma promete colocar o público para dançar também nos intervalos dos shows com muito afrobeat, jazz, black music e outras pérolas.

Mitú é a primeira banda a subir ao palco, às 20h. A dupla colombiana é formada pelas batidas eletrônicas dos teclados de Julian Salazar (integrante da consagrada banda colombiana Bomba Estéreo) e pelas percussões com influencias caribenhas de Franklin Tejedor. Majoritariamente instrumental, Mitú une música eletrônica a sons tradicionais colombianos. A apresentação no Rec-Beat será calcado no segundo álbum do projeto, “Balnear”. E a VJ Milena Sá comanda, até o último show, a identidade visual do telão do palco.

Em seguida, às 21h, o festival recebe a potência vocal e o experimentalismo de Juçara Marçal. A carioca radicada em São Paulo lançou um dos mais instigantes álbuns de 2014. “Encarnado” é o primeiro disco solo da cantora e entrou em inúmeras listas de melhores trabalhos lançados no ano passado. Temas como dor, sofrimento, morte e renascimento são interpretados com visceralidade por Juçara Marçal, que é acompanhada com maestria por Rodrigo Campos, Thomas Rohner e Kiko Dinucci.

Às 22h é a vez do “blufunk” de Keziah Jones trazer groove e soul para o palco do Rec-Beat. O exímio violonista e guitarrista nigeriano define seu som como uma mistura de sons africanos, blues, soul e funk setentista. Ele traz para o festival seu show solo, acompanhado apenas de seus instrumentos. Em suas letras, Jones costuma fazer críticas a políticos e a todos aqueles “viciados” pelo poder.

Depois dos acordes envolventes e dançantes de Keziah o público do Cais do Alfândega vai receber o baiano Lucas Santtana, à 22h. Um dos nomes mais fortes da nova MPB, ele tem como maior característica mesclar sons eletrônicos com outros acústicos. Lucas se apresenta com o show de seu novo disco, “Sobre noites e dias” – o sexto de sua carreira- , além de revisitar canções mais famosas como “Lycra limão”, “Cira Regina e Nana” e “Se pá ska SP”.

Na sequência, o Rec-Beat recebe um dos maiores nomes da música nacional. Luiz Melodia, o Negro Gato, apresenta seu gingado carioca a partir de 0h30. Ele traz um show especial, pensado para o festival. No repertório, canções de seu mais recente disco, “Zerima”, e também alguns de seus maiores sucessos, músicas que fazem parte do imaginário coletivo nacional. Dentre eles, “Pérola negra”, “Magrelinha”, “Juventude Transviada” e, claro, “Negro Gato”.

Encerrando a última noite da edição de 20 anos do Rec-Beat, a partir de 1h45 até as primeiras horas da madrugada, o DJ brasiliense Nego Moçambique traz em seu set a união das várias vertentes da música negra mundial. Da África aos Estados Unidos com o maior enfoque no Brasil, ele traz também referencias de breakbeat, miami bass, house, afrobeat.

A partir das 20h, transmissão ao vivo pelo www.recbeatfestival.com/2015/radio.

PROGRAMAÇÃO, TERÇA:

17h – Recbitinho – Espetáculo: Alice e O Mago, Grupo: Cia Il Bianconiglio Circo Teatro (Itália/Brasil)
19h30 – Dj Soma (PE)
20h – Mitú (Colômbia)
21h – Juçara Marçal (RJ/SP)
22h – Keziah Jones (Nigéria)
23h10 – Lucas Santtana (BA)
00h30 – Luiz Melodia (RJ)
01h45 – Nego Moçambique (BRA/Canadá)

*Nas projeções VJ Milena Sá.